Rosa é gerente de um hotel e todos os meses recebe reclamações de seus funcionários por conta de erros na folha de pagamento. Até mesmo Pablo, contador do estabelecimento, já entrou em contato com ela e disse que isso estava causando problemas para fechar as declarações do estabelecimento.

Porém, Rosa está nessa função há muitos anos e não gosta das novas tecnologias, por isso faz tudo no papel. Luciana, uma das proprietárias do hotel, estava cansada dessa situação, pois isso trazia consequências negativas para o negócio.

Para resolver a situação, Luciana deu a Rosa um ultimato! Ela precisa se adaptar e utilizar recursos tecnológicos para que não ocorram mais erros na folha de pagamento. Assim, a antiga funcionária foi obrigada a mudar sua forma de agir.

Leandra, uma consultora, foi contratada e apontou os 4 erros na folha de pagamento que nunca podem ser cometidos. Veja quais são eles!

Erros na folha de pagamento que você nunca pode cometer

1. Não estar atento às mudanças

O quadro de funcionários de uma empresa não é estático e mudanças podem ocorrer praticamente todo mês. Se uma moça que trabalhava como auxiliar de limpeza foi promovida a recepcionista, por exemplo, ela terá o seu salário aumentado. Tudo isso precisa ser devidamente registrado para que não ocorram erros no momento de elaborar as folhas de pagamento. Afinal, isso gera transtorno e insatisfação para o funcionário que recebe menos.

2. Usar planilhas ou registros manuais

Um dos principais erros cometidos por Rosa é que ela ainda utilizava aqueles antigos cartões de papel para que os funcionários do hotel marcassem as horas trabalhadas. Isso era muito ruim, pois a probabilidade de haver erros é muito grande. Leandra logo solicitou que isso deixasse de ser feito e orientou Luciana e Rosa para que utilizassem uma ferramenta digital, como a FolhaCerta, para desenvolver esse tipo de atividade.

3. Não controlar as horas trabalhadas

Um hotel funciona 24 horas por dia e recebe clientes a todo instante. Dentro desse contexto, é natural que, eventualmente os funcionários precisem fazer horas extras. Por isso, controlar as horas trabalhadas é essencial. Deve ser feito um controle por meio do relógio de ponto. Esse equipamento pode ser programado para que, no caso de horas extras, já sejam somados os valores extras que os colaboradores têm por lei quando laboram a mais.

4. Não se informar sobre os impostos

É dever dos responsáveis pela elaboração das folhas de pagamento das empresas que se informem sobre mudanças nos impostos retidos. Assim, se houver alterações em valores pagos, como o INSS, o FGTS, entre outros, elas precisam ser ajustadas no documento. Com os recursos tecnológicos, é possível fazer todas essas alterações rapidamente e, assim, garantir que não aconteça nada de errado com os pagamentos dos colaboradores. Rosa também foi orientada quanto a isso.

Você se identificou com a situação de Rosa ou de Luciana? Então não deixe que os erros na folha de pagamento que aconteciam no hotel delas se repitam na sua empresa!

Para isso, basta que você utilize o FolhaCerta e tenha o controle total do ponto dos trabalhadores. Entre em contato conosco e saiba mais sobre essa solução!