Você já deve ter ouvido falar que as empresas têm, cada vez mais, investido em ações que reforçam a cultura organizacional. Isso porque as organizações já perceberam que proporcionar um ambiente agradável para os empregados, onde todos estejam em sintonia, é uma forma de melhorar e gerar resultados ainda mais positivos para a companhia.

Porém, nem todas as empresas conseguem definir sua cultura organizacional e fortalecê-la perante seus públicos de interesse. Essa construção pode levar um certo tempo, exigindo investimentos e envolvimento da liderança.

A seguir, você entenderá melhor este conceito, como estruturar a cultura em sua empresa e o porquê de ser tão importante para o seu negócio. Confira!

Afinal, o que é cultura organizacional?

Já percebeu como cada casa que você visita, embora esteja na mesma vizinhança, possui regras e padrões específicos? Nas empresas acontece da mesma forma. Todas possuem normas, hábitos, comportamentos e valores únicos. Esse conjunto de características é chamado de cultura organizacional.

Em outras palavras, é uma forma de definir o jeito de ser da empresa e como ela lida com seus públicos de interesse para garantir resultados positivos à organização e manter-se ativa no mercado.

É por meio da cultura organizacional que a empresa consegue se orientar para a tomada de decisões, pois todas as estratégias devem estar relacionadas à cultura e ao seu negócio. Assim, é fundamental que os empregados estejam engajados a ela, em sintonia para alcançar os objetivos da organização.

Dessa forma, você pode perceber como é necessário proporcionar um ambiente de trabalho adequado que inspire motivação para o público interno. Afinal, são os empregados que transmitirão a cultura da empresa para o mercado, tornando visíveis os valores e demais características da organização para os demais públicos.

Uma cultura organizacional fraca reflete uma empresa fraca. Portanto, é extremamente importante ter uma cultura bem definida, reconhecida pelo público interno e valorizada pelo mercado.

Quais são os tipos de cultura organizacional?

Existem diversas formas de trabalhar a cultura organizacional. Embora cada empresa tenha sua peculiaridade, há alguns tipos de cultura já definidos por Charles Handy, um filósofo especializado na área de gestão. Veja cada uma delas a seguir e tente identificar se sua empresa se encaixa em alguma.

A primeira que abordaremos é a Cultura do Poder, em que a organização está orientada para resultados. Muitas vezes, esse foco pode ocasionar competições internas, o que não é benéfico para a corporação. Geralmente essa cultura está presente em pequenas empresas, onde boa parte do poder concentra-se em uma única pessoa, normalmente o proprietário.

Há também a Cultura de Papéis, bem desenhada por atitudes lógicas e racionais, em que a estrutura hierárquica e os regulamentos são muito bem definidos. Nesse formato, os procedimentos são seguros, porém estáticos e apresenta pouca inovação.

Ainda existe a Cultura de Tarefas, que caracteriza-se pela flexibilidade a mudanças e liberdade para se alterar regras, caso necessário, e trabalhar de forma mais criativa.

Por fim, a Cultura de Pessoas, que foca mais na qualidade de vida dos empregados, valorizando ideias e proporcionando um ambiente mais agradável para o público interno, fazendo com que todos se sintam parte de uma espécie de família.

Conseguiu encontrar alguma semelhança com a sua empresa? Independentemente da resposta, saiba que não existe certo ou errado. Cada uma possui sua característica e modo de se relacionar com seus públicos e se posicionar no mercado. Porém, é importante definir com firmeza sua cultura organizacional e estabelecer alguns pontos para deixá-la ainda mais forte.

Como estabelecer uma cultura forte?

Existem alguns pontos fundamentais para a definição de uma cultura organizacional. Basicamente, ela é estabelecida por meio destes três pilares:

  • Missão
  • Visão
  • Valores

A missão é a razão pela qual a empresa existe e o papel que ela exerce. Está diretamente relacionada ao negócio da organização. Você pode definir a missão do seu negócio como “garantir que cada refeição de nossos clientes seja uma experiência gastronômica única e prazerosa”, por exemplo.

Já a visão estipula como a empresa quer ser vista no futuro, algo como uma meta. Podemos usar como exemplo “ser a rede de restaurantes mais bem avaliada do Brasil”.

Os valores representam as convicções e princípios da organização. Nesse item é definida a postura da empresa, sendo base para a cultura organizacional, pois, com valores bem estabelecidos, será possível determinar a atuação interna e externa com seus públicos de interesse, sua postura ética e a forma de atuação para se alcançar a visão da empresa.

Para que a cultura organizacional se fortaleça, é importante que todos os membros da organização estejam cientes destes pilares e dispostos a caminhar juntos com os objetivos da organização. Mas cabe à gestão definir estratégias e ações que favoreçam essa prática. Por isso, separamos quatro dicas que o ajudarão a fortalecer a cultura de sua empresa.

1. Encontre o perfil certo de empregado

Na hora de contratar um novo profissional, observe se o candidato possui características relacionadas à cultura organizacional. Por mais que a cultura possa ser aprendida, existem perfis mais aptos para umas do que para outras. Lembre-se que é melhor esperar um pouco mais e garantir uma boa aquisição para seu time.

2. Promova treinamentos

Treinar empregados é um bom investimento para a empresa. Quanto mais capacitados eles estiverem, mais chances de melhorar os resultados do seu negócio.

É importante que os treinamentos tenham sempre foco nos objetivos estratégicos da organização e que reforcem sempre as características presentes na cultura organizacional.

3. Comunique-se bem

A cultura organizacional só será conhecida e praticada por todos se for comunicada pela empresa. É fundamental que exista um planejamento de comunicação que torne visível a conduta que a organização espera do empregado (valores) e seus objetivos para o futuro (visão).

Quando a cultura é bem transmitida, impacta de forma positiva os colaboradores e consegue mobilizá-los para que atuem conforme é esperado pela empresa.

4. Inspire pelo exemplo

O papel da liderança é de extrema importância para engajar os empregados na prática da cultura organizacional. Por esse motivo, os líderes devem dar o exemplo. Não adianta esperar que o colaborador tenha determinados comportamentos se seu próprio líder não age da mesma forma.

O líder também precisa ajudar a conduzir os funcionários no caminho que a organização quer seguir. Também é responsabilidade dele orientar os empregados para que atuem dentro da cultura.

Agora você já sabe o quanto a cultura organizacional é importante e como ela pode transformar o ambiente de trabalho, gerando mais sinergia entre todos da empresa para alcançar os resultados esperados. Então, aproveite para curtir nossa página do Facebook e descobrir mais informações que contribuirão com o sucesso do seu negócio!