Vivemos na era da inovação. A todo o instante, novas tecnologias derrubam as maneiras tradicionais de realizar uma série de processos corporativos. Para acompanhar esse ritmo, as organizações precisam renovar-se para continuarem competitivas e atraentes para os seus colaboradores.

Na área da gestão de pessoas, a gamificação em treinamentos é um exemplo de inovação para o desenvolvimento de funcionários. Neste artigo, explicaremos melhor o que é a gamificação, como tem tornado os treinamentos corporativos mais eficientes e quais são as suas vantagens. Acompanhe!

O que é gamificação?

Uma gestora de RH muito experiente no treinamento e desenvolvimento de profissionais começou a notar a queda no rendimento dos participantes nos programas educativos da empresa. A princípio, ela imaginou que o motivo era apenas desinteresse dos colaboradores pela aprendizagem corporativa.

Porém, ao conversar com alguns funcionários que obtiveram um baixo aproveitamento, a gestora descobriu que eles não gostavam dos métodos utilizados no treinamento. Aqueles inúmeros testes escritos, aulas presenciais e longas palestras cansavam os participantes, que não entendiam bem como aplicar as lições. “O quê fazer? Como tornar os treinamentos mais interessantes e eficazes?” — pensou a gestora.

Esses questionamentos são muito comuns entre os profissionais de RH e a gamificação mostrou ser a resposta. Embasada nas dinâmicas dos jogos tradicionais, a gamificação adaptou o universo da diversão para a realidade corporativa. O objetivo é transformar os programas de treinamento em uma experiência prazerosa, empolgante e altamente didática.

No decorrer das aulas, os participantes são envolvidos em games que testam a sua postura estratégica, raciocínio rápido e outras competências pessoais. Não é rara a descoberta de uma habilidade antes desconhecida, mas aflorada durante a busca por soluções dos desafios e o acúmulo de pontos que levam a recompensas.

Como tem ajudado nos treinamentos corporativos?

De acordo com um artigo da revista Forbes, a NTT Data (megacorporação japonesa de integração de sistemas), conseguiu excelentes resultados na implantação da gamificação em treinamentos. Veja quais são alguns desses benefícios!

Usar jogos no contexto da empresa

É claro que o objetivo principal do treinamento é ajudar os colaboradores a cumprirem bem as suas funções. Contudo, atingir essa meta nem sempre é fácil. O motivo pode ser o excesso de teoria e a escassez da prática nas aulas. Dessa forma, o conteúdo logo é esquecido e os processos não recebem os direcionamentos apontados pelo treinamento.

Por outro lado, por meio da gamificação, os participantes vivenciam situações e desafios do cotidiano corporativo. Sendo assim, precisam utilizar a sua capacidade profissional para analisar de vários ângulos a circunstância apresentada no jogo e propor uma decisão estratégica. Mesmo que não seja a solução mais eficiente, o gestor consegue entender as carências profissionais do colaborador e ajudá-lo a melhorar a sua eficiência no cargo que exerce na empresa.

No caso da NTT Data, a gamificação em treinamentos ajudou no programa de desenvolvimento da liderança. Foi desenvolvido um game que proporciona uma imersão profunda dos participantes em inúmeros cenários comuns no cotidiano de um líder. O resultado foi impressionante: dos 70 colaboradores envolvidos, 50 assumiram postos de liderança na empresa.

Oferecer feedbacks instantâneos

Nos métodos tradicionais, os colaboradores só ficam sabendo do seu nível de aproveitamento no final do treinamento. Isso gera ansiedade e não dá a chance de o participante reconhecer os seus pontos fracos e melhorar o seu desempenho no decorrer das aulas. Em contrapartida, a gamificação oferece feedbacks instantâneos.

O sistema utiliza um dashboard (painel) de pontuação e descrição do desempenho do participante. Dessa forma, é possível saber os aspectos positivos e negativos. Caso, não passe para o próximo nível, o colaborador entende qual a estratégia utilizou e que não foi eficiente, além de como mudar os resultados seguintes.

Construir um ambiente favorável ao aprendizado

As empresas mais inovadoras do mundo investem alto nos seus treinamentos internos. Porém, isso não significa que a sua equipe valorizará os ensinamentos de modo que o ambiente interno “respire” a cultura do conhecimento. Para que isso ocorra, é necessário que os colaboradores enxerguem um propósito no programa de treinamento.

No livro: “Feitas para durar”, dos escritores Jim Collins e Jerry Porras, foram apresentados inúmeros estudos sobre 18 corporações reconhecidamente visionárias e duradouras. Entre elas está a General Electric (GE), com mais de 125 anos de história, e que sempre se posicionou como inovadora.

Em artigo da revista Exame, divulgou-se que a GE trocou a sua anual avaliação de desempenho tradicional por uma que utiliza as técnicas da gamificação. Diante de um modelo mais moderno, os funcionários sentem-se mais favoráveis ao preenchimento das informações, o que leva a empresa a construir estratégias de treinamento mais bem direcionadas.

Quais são as vantagens da gamificação em treinamentos?

No decorrer do artigo, apontamos para diversos benefícios que a gamificação em treinamento oferece para as organizações. Um deles é o engajamento. O significado dessa palavra é participar de modo voluntário em alguma atividade ou trabalho. Pois é exatamente isso que a gamificação produz, uma vez que motiva os participantes a envolver-se profundamente com as aulas.

Alguns jogos estimulam a competitividade, algo muito natural do ser humano. Os ensinamentos propostos são lecionados enquanto os colaboradores disputam entre si por posições dentro dos games e as consequentes recompensas. Outra vantagem abordada foi a inovação dos métodos tradicionais de treinamento.

Pense um pouco: qual é o tipo de profissional que está ingressando atualmente no mercado de trabalho? São jovens acostumados com equipamentos digitais que fomentam a interatividade nos games e nos relacionamentos virtuais.

Em vista disso, a empresa que oferece um modelo de aprendizagem nesse molde moderno torna-se interessante e desejável para o público profissional mais jovem. O resultado é a atração e a retenção de talentos do mercado de trabalho.

Muitas organizações reconhecem a dificuldade de integrar o seu time interno de modo que consigam utilizar as diferenças de personalidade e competências para atingir a excelência nos projetos corporativos. Com a ajuda da gamificação, os participantes aprendem a resolver problemas juntos, uma vez que, para passar de nível, precisam encontrar uma solução que estimula o raciocínio de todos, bem como a sua capacidade de trabalhar em equipe.

Os treinamentos internos são uma das estratégias mais eficientes que as empresas podem utilizar. Afinal, a cultura do conhecimento é fundamental para o progresso e a permanência de uma organização no mundo corporativo. Utilizando a gamificação, os gestores terão a inovação e a eficiência em mãos para treinar os colaboradores.

O que achou de nosso artigo? Gostou de entender como a gamificação em treinamentos pode inovar a sua empresa? Já se perguntou como a tecnologia no RH pode ajudar seu negócio? Esperamos que aprecie essa leitura!

Powered by Rock Convert